Connect with us

Mundo Animal

Cachorro milionário era ‘dono’ de mansão da Madonna e ganhou documentário

Artigo

em

Qual é o maior bem que seu animal de estimação tem? Um osso roído? Uma caminha nova? Bom, Gunther VI é um cachorro pastor-alemão que tem uma fortuna em seu nome, de mais de 400 milhões de dólares.

No geral, ele é apenas um cachorro comum. Gunther passa suas manhãs brincando com uma bola de tênis, rolando na grama, coisas de cão. Mas também tem treinamentos diário de obediência. Ghunter VI também é o cachorro mais rico do mundo.

LEIA TAMBÉM

E essa fortuna dele, acredite se quiser, é fruto de herança de seu avô. O cachorro chamado Gunther III, por sua vez, herdou esse dinheiro todo de sua falecida tutora, a condessa alemã Karlotta Liebenstein, em 1992.

Não se sabe como a linha de sucessão financeira é determinada, já que vários filhotes nascem em cada ninhada. Ou seja, fica-se o questionamento: essa fortuna é deixada para o “melhor” dos filhotes ou dividida entre vários cães da linhagem de sangue de Gunther? O que se sabe é que um grupo de empregados ajudar a manter o dinheiro e um “estilo de vida” dos cães desde então.

Como o dinheiro se mantém?

Carla Riccitelli é uma das principais cuidadoras de Gunther VI, e faz parte da comissão que administra seu patrimônio de nove dígitos. De acordo com ela, a fortuna está predominantemente envolvida com a compra e venda de imóveis, patrocínio de equipes esportivas no futebol e natação, e assim por diante. Aparentemente, o próprio Gunther joga no campo e participa de reuniões.

Riccitelli, de 52 anos, reside em Toscana, na Itália, e encontrou pela primeira vez a organização encarregada de cuidar da linhagem Gunther há quase 30 anos. Instantaneamente, ela se conectou, não apenas com os cães, mas também ao objetivo da função em suas mãos. Assim, ela tem garantido que os três últimos Gunthers viveram luxuosamente. Além disso, ela também fez parte da Entidade de Resgate de Animais Gunther Rescue alguns anos antes.

Gunther e seus amigos

De acordo com Carla, Gunther VI não é nada agressivo. “Ele é muito bom com outros animais. Eles são muito protetores com seu tutor, com sua gente, gostam de ter a família por perto, então eu costumo convidar amigos com outros cães”.

Mas, embora o cachorro mais rico do mundo não tenha problema com os outros cães dos caseiros que cuidam dele – na verdade esses são seus melhores amigos – Gunther não gosta muito de suas companhias felinas. “Ele ainda está aprendendo a viver com seis gatos”.

Leia também:

Mordomias do cachorro mais rico do mundo

Até o ano passado, Gunther VI morava em uma mansão de nove quartos na Itália, avaliada em 29 milhões de dólares. Essa mansão, inclusive, pertenceu anteriormente à Rainha do Pop, Madonna.

“Ele dormia no antigo quarto principal da Madonna”, confirmou a imobiliária Ruthie Assouline, referindo-se ao local onde ficava a cama de veludo vermelho de Gunther. “Ele literalmente dorme com vista mais magnífica, de uma cama personalizada italiana no antigo quarto da maior estrela pop do mundo”.

“Quando foi explicado que esta casa foi comprada por este pastor alemão, eu fiquei tipo: ‘Do que você está falando? Eu não estou entendendo’”, conta.

O cachorro ainda tem um jato particular para viagens a Milão e às Bahamas, onde Gunther VI jantou recentemente em restaurantes todas as noites. Há ainda um chef que cozinha seu café da manhã todos os dias, que consiste na melhor carne, vegetais frescos, arroz e, ocasionalmente, caviar. Até mesmo suas coleiras são um absurdo, com diamante falso para reuniões, e ouro real para quando está em casa.

Documentário na Netflix

No dia 1º de fevereiro, a Netflix lançou em sua plataforma um documentário sobre a vida de Gunther VI. A obra investiga a vida luxuosa do pastor alemão e em quatro partes analisa a complexa história por trás do cachorro.

De acordo com a Netflix, a “herança do cão é a parte menos chocante da história”. Além disso, a produção ainda afirma que jovens “atraentes” foram recrutados para viver ao lado do cachorro e permitiram “desfrutar” de seus milhões.

Fonte: Tribuna de Jundiaí

Mundo Animal

Socorristas salvam vida de cachorro que caiu em poço de 18 metros

Artigo

em

Por

No final do mês passado, um cachorro curioso chamado Rilee estava explorando um poço de minas abandonado na propriedade de sua família quando, por engano, entrou em um poço profundo. Em um piscar de olhos, Rilee caiu 18 metros para dentro da terra, aterrissando em uma piscina rasa de água no fundo.

Em pânico, a família tutora do cachorro ligou para as autoridades pedindo ajuda. Ao chegarem ao local, os socorristas não conseguiam acreditar na distância que Rilee havia caído. “Nossos bombeiros já atenderam a cães que caíram em poços de minas abertas antes, mas nada tão extenso ou sério”, disse o capitão do Distrito de Proteção contra Incêndios, Jacob Poganski, ao The Dodo.

LEIA TAMBÉM
Cachorro cai em poço de 18 metros
Foto: Reprodução/Facebook/El Dorado County Fire Protection District

A equipe de resgate rapidamente elaborou um plano. Usando um sistema de cordas, os bombeiros desceram lentamente até o poço, chegando ao fundo, onde pegaram o cão e o levaram para um lugar seguro.

Cachorro cai em poço de 18 metros
Foto: Reprodução/Facebook/El Dorado County Fire Protection District

“A cadela estava extremamente ansiosa quando o socorrista se aproximou, mas ficou calma e amigável quando percebeu que havia alguém ali para ajudá-la”, disse Jacob. “Ela cooperou calmamente durante os esforços para amarrar uma coleira nela e permitir que o socorrista a carregasse para fora do poço vertical.”

Cachorro cai em poço de 18 metros
Foto: Reprodução/Facebook/El Dorado County Fire Protection District

Reencontro do cachorro com sua família

De volta ao solo, o cachorro estava ansioso para demonstrar sua gratidão. “Assim que a cadela saiu da mina, ela cumprimentou alegremente todos os socorristas individualmente, como se dissesse: ‘Obrigada!’” disse o bombeiro. De alguma forma, apesar de ter caído tão longe, Rilee estava bem, tendo sofrido apenas alguns ferimentos leves.

Cachorro cai em poço de 18 metros
Foto: Reprodução/Facebook/El Dorado County Fire Protection District

“Milagres acontecem!” escreveu a tutora de Rilee, Kimberlee, em uma publicação no Facebook. Ao ver o cão se reunir com sua família, os membros da equipe de resgate não puderam deixar de sorrir. “Todos nós amamos cães e odiamos ver um em perigo”, disse Jacob. “Ficamos extremamente felizes por termos um ótimo resultado para Rilee.”

Leia também:

Fonte: Tribuna de Jundiaí

Continue lendo

Mundo Animal

Motorista de ônibus faz a coisa mais gentil para um cachorro perdido na chuva

Artigo

em

Por

No início deste mês, o sistema de trânsito de Milwaukee compartilhou uma história de bondade e compaixão entre uma de suas motoristas de ônibus, identificada como Stephany K, e um cachorro perdido na chuva.

Enquanto dirigia sua rota em um dia chuvoso, com apenas alguns passageiros a bordo do ônibus, Stephany viu alguém abandonado sozinho na rua. Era um cachorro encharcado, parecendo frenético e perdido entre os carros que passavam.

LEIA TAMBÉM
Motorista de ônibus resgata cachorro perdido na chuva
Foto: Sistema de trânsito de Milwaukee

Em vez de continuar seu caminho, esperando que algum outro bom samaritano parasse para ajudar o cachorro, a motorista decidiu largar tudo para resgatá-lo. Abrindo a porta do ônibus, Stephany chamou o cão, dando-lhe as boas-vindas a bordo. No final, Stephany entrou em contato com a polícia, que veio para levar o cachorro em segurança.

Cachorro reencontrou tutor após resgate

Mais tarde, Stephany ficou sabendo que o cão e seu preocupado tutor acabaram se reencontrando, dando um desfecho feliz ao incidente, graças, em grande parte, aos seus esforços.

“Nossos operadores de ônibus são os olhos e os ouvidos da comunidade”, disse um porta-voz do Sistema de Trânsito ao The Dodo. “Eles estão sempre cuidando da segurança dos outros. Não é surpresa que eles encontrem maneiras de tornar o mundo um pouco melhor todos os dias.”

Leia também:

Fonte: Tribuna de Jundiaí

Continue lendo

Mundo Animal

Cão de serviço ‘se forma’ na escola após participar das aulas por dois anos

Artigo

em

Por

Finn, um cão de serviço goldendoodle, frequentou o ensino médio todos os dias nos últimos dois anos. Assim, é natural que o cachorro tenha comemorado seu trabalho árduo e sua dedicação à sua tutora da maneira que qualquer outro aluno do ensino médio faria – cruzando o palco na formatura.

Finn é um cão de serviço que dá apoio diário à sua humana, K Bryan. Bryan começou a levar o cachorro para a escola no início do primeiro ano do ensino médio e sua experiência melhorou da noite para o dia. “Ele me ajudou tanto que eu não teria conseguido me formar (…) se não fosse por ele ir à escola comigo”, disse Bryan ao The Dodo.

LEIA TAMBÉM

Depois que Bryan decidiu que queria que o cão de serviço se juntasse a ela no palco, a primeira coisa a fazer foi garantir que Finn fosse equipado com a roupa de formatura adequada. O capelo e a beca de Bryan eram vermelhos, e ela queria combinar com Finn – uma roupa preta simples não seria suficiente. Assim, Bryan encomendou ao cão um capelo e um vestido vermelhos personalizados.

Cão de serviço em formatura do ensino médio
Foto: Reprodução/K Bryan/The Dodo

Cão de serviço e com diploma

Para se preparar para o grande dia, Bryan começou a levar Finn a mais assembleias escolares para que ele pudesse se acostumar a estar no meio de uma multidão. No dia do evento, o cão de serviço lidou muito bem com a pressão. Ele se juntou à tutora para atravessar o palco quando o nome de Bryan foi chamado e quando recebeu o diploma. Tanto a humana quanto Finn têm muito do que se orgulhar. “Ele se saiu muito bem na formatura. Foi perfeito”.

Cão de serviço em formatura do ensino médio
Foto: Reprodução/K Bryan/The Dodo

“Todos diziam: ‘Oh meu Deus, o cachorro está se formando‘”, disse Bryan. “Uma garota veio até mim depois e disse: ‘Seu cachorro realmente se formou? E eu respondi: ‘Sim, ele estudou comigo no ensino médio’.”

No próximo ano, Bryan e Finn embarcarão em uma nova aventura juntos: a faculdade. Com o cão de serviço ao seu lado, Bryan está confiante de que eles serão capazes de prosperar, não importa o que a faculdade lhes ofereça. “Ele me ajudou muito em uma série de transições em minha vida. Estou muito animada para fazer outras coisas na minha vida com ele.”

Cão de serviço em formatura do ensino médio
Foto: Reprodução/K Bryan/The Dodo

Leia também:

Fonte: Tribuna de Jundiaí

Continue lendo
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

TAGS

+ VISTOS

Copyright © 2021 powered by Tribuna de Indaiatuba.