Connect with us

Notícias

Imunossuprimidos devem atualizar cadastro para receber dose adicional da vacina contra Covid-19

Artigo

em

  • Publicação: 23/09/2021 16:24h
  • Redator(es): Sirlene Virgílio Bueno
  • Release N.º: 1150

A Secretaria Municipal de Saúde informa que as pessoas imunossuprimidas devem atualizar o cadastro na plataforma Minha Vacina para ter direito a receber a dose de reforço da vacina contra a Covid-19. Conforme atualização do Documento Técnico da Campanha de Vacinação publicado pelo Governo do Estado no dia 22 de setembro, pessoas com alto grau de imunossupressão comprovada podem tomar o imunizante a partir de 28 dias da segunda dose ou dose única, independentemente do imunizante aplicado, seguindo o calendário proposto para vacinação.

Para a atualização do cadastro é preciso acessar a plataforma Minha Vacina, disponível no site da Prefeitura ou pelo link https://vacinacao.indaiatuba.sp.gov.br/login, clicar em “Mudar para Imunossuprimido”; escolher o tipo de imunossupressão; clicar em “Alterar”; incluir os documentos necessários e aguardar aprovação do cadastro. A data da vacinação ainda depende da liberação de doses para o município por parte do Governo do Estado.

As pessoas que não receberam a primeira e segunda doses da vacina em Indaiatuba terão que requerer a dose extra por meio de processo direcionado à Secretaria de Saúde, via Departamento de Protocolo.

Considera-se pessoas com alto grau de imunossupressão indivíduos que possuam: imunodeficiência primária grave; quimioterapia para câncer; transplantados de órgão sólido ou de células tronco hematopoiéticas (TCTH) em uso de drogas imunossupressoras; pessoas vivendo com HIV/Aids; uso de corticoides em doses maior ou igual a 20 mg/dia de prednisona, ou equivalente, por 14 dias ou mais; uso de drogas modificadoras da resposta imune; auto inflamatórias, doenças intestinais inflamatórias; pacientes em terapia renal substitutiva (hemodiálise) e pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas.

De acordo com o Documento Técnico do Estado, a decisão de contemplar o grupo com a terceira dose da vacina foi baseada no fato de dados de imunogenicidade de indivíduos vacinados demonstrar menores taxas de soroconversão e titulação de anticorpos neutralizantes contra a Covid-19, variando conforme os diferentes graus de imunossupressão. Ensaios clínicos têm sido conduzidos em indivíduos imunossuprimidos e população em geral com a administração de três doses de vacina e, de maneira geral, observou-se importante ampliação da resposta imune tanto celular quanto humoral após a administração de dose adicional nesses indivíduos.

O direito à dose adicional do imunizante foi garantido, inicialmente, a idosos com pelo menos 6 meses após a última dose do esquema vacinal. Em Indaiatuba, a aplicação da 3ª dose da vacina contra a Covid-19 foi iniciada no dia 08 de setembro em idosos com 90 anos ou mais, e já foi estendida a maiores de 70 anos que tomaram a segunda dose da vacina até o dia 26 de março.

Notícias relacionadas

PUBLICIDADE

Notícias

Estádio do Pacaembu terá hotel com 50 quartos no espaço onde ficava o tobogã

Artigo

em

Por

Um hotel com 50 quartos será uma das atrações do complexo de nove andares que a ser erguido no lugar do tobogã no Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho, o Pacaembu. A novidade no projeto foi anunciada nesta terça-feira (30) durante uma entrevista com jornalistas no estádio que contou com a presença do prefeito Ricardo Nunes (MDB) e de Eduardo Barella, empres…

LEIA TAMBÉM

Continue lendo

Notícias

Dia Mundial da Luta Contra a Aids terá evento de testagem rápida para HIV e sífilis na quarta-feira no Boulevard da Cecap

Artigo

em

Por

  • Publicação: 30/11/2021 15:51h
  • Redator(es): Gabriel Beccari
  • Release N.º: 1444

A Secretaria de Saúde de Indaiatuba, em razão ao Dia Mundial do Combate à Aids, comemorado no dia 1º de dezembro, participará da 14ª Campanha Fique Sabendo 2021 – Tome uma atitude: Troque preconceito por respeito, campanha estadual que ocorre entre os dias 1º e 7 de dezembro. Em Indaiatuba a ação será realizada apenas na quarta-feira, 1º de dezembro, das 10h às 18h, no Boulevard da Cecap com a testagem de HIV e sífilis em todo público que se interessar em saber do seu status sorológico.

O Dia Mundial da Luta Contra a Aids é 1º de Dezembro, com o tema Tome uma atitude: Troque Preconceito por Respeito, mas no Brasil desde 2017 através da Lei 13.504/2017, se instituiu o Dezembro Vermelho, onde se trabalha este mês inteiro dedicado a atividades direcionadas ao enfrentamento do HIV/Aids e outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST).

O HIV/Aids é uma doença de transmissão sexual que ataca o sistema imunológico, responsável por defender o organismo de doenças. Ter o HIV não é a mesma coisa que ter Aids. Há muitos soropositivos que vivem anos sem apresentar sintomas e sem desenvolver a doença. Mas podem transmitir o vírus a outras pessoas pelas relações sexuais (oral, anal e vaginal) desprotegidas (sem uso da camisinha), pelo compartilhamento de seringas contaminadas ou de mãe para filho durante a gravidez e a amamentação, quando não tomam as devidas medidas de prevenção. Por isso, é sempre importante fazer o teste e se proteger em todas as situações.

A Campanha é uma ação de intensificação da testagem rápida junto às populações e vem sendo uma importante atividade para a erradicação do HIV/Aids. Promover o acesso aos teste rápidos, ampliar o número de pessoas que conheçam seu status sorológico, vincular o portador à referência e ofertar o tratamento imediatamente após o diagnóstico é parte essencial do enfrentamento da Aids.

A Campanha tem como objetivo estimular a população sexualmente ativa e que nunca realizou nenhum exame para conhecer sua situação sorológica, a realizar a testagem para o HIV, Sífilis, destacando a importância do diagnóstico precoce destes agravos.

Este ano a Campanha será realizada utilizando-se dos testes rápidos e sorologias convencionais e estará disponível em todos os serviços de saúde do município durante o período da Campanha.

A Equipe do SAE/CTA, de Indaiatuba, estará realizando uma ação de testagem rápida para o HIV e a Sífilis no Boulevard da Cecap no dia 1º de dezembro, das 10h às 18h, para toda a população que tiver interesse em conhecer seu status sorológico.

Notícias relacionadas

Continue lendo

Notícias

Primeira parcela do décimo terceiro deve ser paga até hoje

Artigo

em

Por

Um dos principais benefícios trabalhistas do país, o décimo terceiro salário tem a primeira parcela paga até hoje (30). A partir de amanhã (1º), o empregado com carteira assinada começará a receber a segunda parcela, que deve ser paga até 20 de dezembro.

Essas datas valem apenas para os trabalhadores na ativa. Por causa da pandemia de covid-19, o décimo terceiro dos aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) foi antecipado pelo segundo ano seguido. A primeira parcela foi paga entre 25 de maio e 8 de junho. A segunda foi depositada de 24 de junho a 7 de julho.

LEIA TAMBÉM

QUEM TEM DIREITO

Segundo a Lei 4.090/1962, que criou a gratificação natalina, têm direito ao décimo terceiro aposentados, pensionistas e quem trabalhou com carteira assinada por pelo menos 15 dias. Trabalhadores em licença maternidade e afastados por doença ou por acidente também recebem o benefício.

No caso de demissão sem justa causa, o décimo terceiro deve ser calculado proporcionalmente ao período trabalhado e pago junto com a rescisão. No entanto, o trabalhador perde o benefício se for dispensado com justa causa.

CÁLCULO PROPORCIONAL

O décimo terceiro salário só será pago integralmente a quem trabalha há pelo menos um ano na mesma empresa. Quem trabalhou menos tempo receberá proporcionalmente. O cálculo é feito da seguinte forma: a cada mês em que trabalha pelo menos 15 dias, o empregado tem direito a 1/12 (um doze avos) do salário total de dezembro. Dessa forma, o cálculo do décimo terceiro considera como um mês inteiro o prazo de 15 dias trabalhados.

A regra que beneficia o trabalhador o prejudica no caso de excesso de faltas sem justificativa. O mês inteiro será descontado do décimo terceiro se o empregado deixar de trabalhar mais de 15 dias no mês e não justificar a ausência.

TRIBUTAÇÃO

O trabalhador deve estar atento quanto à tributação do décimo terceiro. Sobre o décimo terceiro, incide tributação de Imposto de Renda, INSS e, no caso do patrão, Fundo de Garantia do Tempo de Serviço. No entanto, os tributos só são cobrados no pagamento da segunda parcela.

A primeira metade do salário é paga integralmente, sem descontos. A tributação do décimo terceiro é informada num campo especial na declaração anual do Imposto de Renda Pessoa Física.

PANDEMIA

A situação dos trabalhadores com contrato suspenso ou com jornada reduzida com diminuição proporcional dos salários, porque fecharam acordo durante a segunda onda da pandemia de covid-19, seguiu o modelo do ano passado. Para os contratos com jornada reduzida, o décimo terceiro e as férias devem ser pagos de forma integral.

No caso de suspensão de contratos, o período não trabalhado será descontado do décimo terceiro. No entanto, para manter a harmonia com a legislação, o mês em que o empregado tiver trabalhado 15 dias ou mais será contado como mês inteiro e será pago.

Os critérios para o pagamento do décimo terceiro nessas situações foram definidos por nota técnica do Ministério do Trabalho e Previdência. Embora a nota técnica não tenha força de lei, equivale à interpretação da norma pelo governo e será levada em conta pelos auditores fiscais do trabalho nas fiscalizações das empresas.

(Fonte: Agência Brasil)

Continue lendo
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

TAGS

+ VISTOS

Copyright © 2021 powered by Tribuna de Indaiatuba.