Connect with us

Oportunidade

Multinacional americana John Deere está com vagas de emprego abertas para profissionais com diferentes níveis de formação, em São Paulo

Artigo

em

Emprego – São Paulo – John Deere LEIA TAMBÉM

Unidade da John Deere/ Fonte: John Deere

” data-medium-file=”https://clickpetroleoegas.com.br/wp-content/uploads/2021/06/Unidade-da-John-Deere-Fonte-John-Deere–860×486.png” data-large-file=”https://clickpetroleoegas.com.br/wp-content/uploads/2021/06/Unidade-da-John-Deere-Fonte-John-Deere-.png”> Unidade da John Deere/ Fonte: John Deere

As oportunidades de emprego da John Deere, em São Paulo, são para as áreas de tecnologia da informação, vendas, marketing e outras

A John Deere está, hoje (16/08), com 17 vagas de emprego abertas para o estado de São Paulo. A multinacional americana, líder mundial na fabricação de equipamentos agrícolas, incluindo tratores, ceifeiras debulhadoras, semeadoras, equipamentos de forragem, e equipamentos florestais, está contratando profissionais para atuar nas áreas de tecnologia da informação, vendas, marketing e mais. Veja ainda: Companhia do ramo de aços e ligas especiais está com oportunidades de emprego para o estado de São Paulo

ATENÇÃO! O CPG não é responsável pela oferta de vagas de emprego da John Deere. As oportunidades de emprego abertas para o estado de São Paulo, são externas e podem ser preenchidas a qualquer momento. Verifique, no momento da candidatura, se as vagas ainda estão disponíveis. Caso esteja, não deixe de se candidatar.

Veja as vagas de emprego para São Paulo

Analista de Sistemas Jr – Detalhes desta oportunidade de emprego para o estado de São Paulo, aberta pela John Deere: Graduação completa em Ciência da Computação, Analise de Sistemas, Engenharia Elétrica, Engenharia de Computação ou áreas similares; Inglês intermediário: lê e redige e-mails com autonomia, atende ligações telefônicas pouco complexas e participa de reuniões; Experiência (profissional ou acadêmica) em desenvolvimento de sistemas e de aplicações web para front e/ou back end; Experiência (profissional ou acadêmica) em codificação em linguagem de programação Java.

Engenheiro de Infraestrutura – Detalhes desta oportunidade de emprego para o estado de São Paulo, aberta pela John Deere: Graduação completa em Tecnologia da Informação, Ciências da Computação ou áreas afins; Inglês Avançado; Experiência funcional em múltiplas plataformas de sistemas operacionais (Linux e Windows); Experiência em ambientes virtuais (VMWare, Nutanix, Simplivity ou outras tecnologias de virtualização); Experiência com ITIL; Conhecimento sobre ambiente de desenvolvimento de aplicações, banco de dados, e infraestrutura de TI.

Engenheiro de Software – Detalhes desta oportunidade de emprego para o estado de São Paulo, aberta pela John Deere: Graduação em Engenharia da Computação, Análise de Sistemas, Ciência da Computação ou áreas afins; Experiência com Ferramentas e Técnicas de desenvolvimento SAP como Webdynrpo, Workflow, etc; Conhecimento de sistema de Transportes SAP para suportar projetos em ABAP; Conhecimento de OO ALV ABAP, ABAP OO, SAP ALE/IDOC’s/Proxies/Webservices, SAP Smart Forms, Adobe forms, All SAP.

Analista de Negócios Jr – Detalhes desta oportunidade de emprego para o estado de São Paulo, aberta pela John Deere: Graduação completa em Administração, Engenharia ou Tecnologia da Informação; Experiencia em Power BI, tableau e afins; Experiencia em ERP; Experiência liderando projetos; Conhecimento em Power Automate e Power APP; Conhecimento em metodologia ágil.

Técnica Sistemas Informações Sr – Detalhes desta oportunidade de emprego para o estado de São Paulo, aberta pela John Deere: Graduação completa (Bacharel ou Tecnólogo) com previsão de formação até dez/2022 em Tecnologia da Informação, Ciências da Computação ou áreas afins; Inglês Avançado para comunicação com times internacionais; Experiência com suporte a desktops, laptops, celulares (Apple e Androids), impressoras multifuncionais, impressoras de etiqueta, sistemas de colaboração, sistema de telefonia fixa (IP), entre outros.

Analista de Sistemas Sr – Detalhes desta oportunidade de emprego para o estado de São Paulo, aberta pela John Deere: Graduação completa em Ciência da Computação, Análise de Sistemas, Engenharia Elétrica, Engenharia de Computação ou áreas similares; Inglês Intermediário: possui amplo vocabulário, boa gramática, realiza reuniões, discute, negocia e ministra treinamentos; Experiência em desenvolvimento de sistemas e de aplicações web para front e/ou back end.

Designer de Experiência do Usuário – Detalhes desta oportunidade de emprego para o estado de São Paulo, aberta pela John Deere: Bacharelado em Design Gráfico, Interação / Design Visual, Fatores Humanos, Interação Humano-Computador ou disciplina de campo relacionada; Envolvimento ou colaboração em projetos de pesquisa UX, que podem incluir planejamento, execução, análise e aplicação de resultados de pesquisa; Experiência na comunicação de metodologia de pesquisa, conceitos de design, análise de dados e resultados de teste para uma ampla gama de partes interessadas.

Como se inscrever nas oportunidades acima abertas pela John Deere

Se você deseja se inscrever em alguma das oportunidades de emprego descritas acima, para o estado de São Paulo, basta clicar no cargo de seu interesse para ser redirecionado ao site de inscrições da empresa. Desejamos boa sorte a todos!

Oportunidade

Multinacional Toyota vai interromper a fabricação dos veículos Corolla Sedã em sua fábrica e colocará funcionários de férias coletiva

Artigo

em

Por

toyota - produção - corolla - preço - ford - volkswagen - chevrolet - fiat - renault - duster - férias coletivas Fábrica da multinacional Toyota / Imagem Google

As multinacionais Toyota, Chevrolet, Volkswagen e Fiat tratam o ocorrido como uma suspensão, e não um encerramento definitivo da produção no Brasil

Após a saída da montadora Ford do Brasil, a crise global de suprimentos e a pandemia fizeram inúmeras fábricas de automóveis, como Chevrolet, Honda, Audi (Volkswagen), Scania, Volvo e Mercedes-Benz, Renault, Nissan e Fiat suspenderem produção de veículos. O ocorrido chegou, também, até a montadora Toyota e a indústria automotiva do país pode entrar em colapso.

LEIA TAMBÉM

Leia também

De acordo com informações da Toyota do Brasil, a empresa terá que fazer uma nova suspensão, agora da fábrica de Indaiatuba (SP), que acontecerá a partir do dia 13/10. Conforme a marca, a produção permanecerá paralisada até o dia 23/10. Lembrando que a fábrica da japonesa do interior de SP é responsável pela produção dos veículos Corolla sedã.

Toyota vai interromper a fabricação dos veículos Corolla Sedã em sua fábrica e colocará funcionários de férias coletiva

De acordo com o comunicado oficial, a Toyota declarou: “Apesar de todos os esforços que temos realizado ao longo do tempo para gerenciar a falta de insumos que afeta a cadeia de suprimentos global, provocada pela pandemia de Covid-19, uma nova parada é inevitável”.

Dessa forma, a fabricante de veículo dará férias coletivas aos trabalhadores da fábrica de SP durante a paralisação. O retorno às atividades, por enquanto, está previsto para 25/10.

Toyota diz que as demais fábricas também localizadas no estado paulista continuarão em funcionamento. São elas: São Bernardo do Campo, Porto Feliz e Sorocaba.

A montadora trata o ocorrido como uma suspensão, e não um encerramento definitivo da produção no Brasil

Assim como outras montadoras do Brasil, não é a primeira vez, em pouco tempo, que a Toyota decide pela paralisação temporária, devido à falta de insumos, como dos semicondutores. Por exemplo, no dia 11/08 dese ano, a marca paralisou temporariamente a fábrica de Sorocaba (SP) por 10 dias.

Na mesma ocasião, a fábrica da Toyota em Porto Feliz (SP) foi parcialmente paralisada, de acordo com a assessoria de imprensa da montadora.

Por outro lado, conforme já mencionados, diferentemente da paralisação anunciada em Indaiatuba, as unidades da Toyota no Brasil em em São Bernardo do Campo, Porto Feliz e Sorocaba permanecerão com suas atividades normais.

Após Ford Ka e Hyundai HB20, Duster tem nota zero em teste de impacto e multinacional Renault pode levar multa milionária

Multinacional Renault Nissan entra na mira do Procon-SP após o Renault Duster ser avaliado com nota zero em teste de impacto realizado pelo Latin NCAP, onde o veículo chegou a capotar e vazar combustível na batida frontal. O resultado foi divulgado na sexta-feira passada (27), pelo instituto independente de segurança viária para mercados da América Latina e do Caribe, que, no ano passado também zerou as notas do Ford Ka e Hyundai HB20.

Após o desastroso resultado, o órgão de defesa do consumidor vinculado ao Governo de São Paulo, está cobrando esclarecimentos da Renault a respeito do mau desempenho do Duster, que na avaliação conduzida pelo Latin NCAP, o veículo Duster de entrada, da multinacional francesa, equipado com os dois airbags frontais obrigatórios e controle eletrônico de estabilidade, ficou com nota zero e chegou a capotar e vazar combustível na batida frontal, realizada contra barreira fixa a 64 km/h.

E não parou por aí, a porta do Duster abriu no impacto lateral, trazendo “sério risco de ejeção do passageiro”, enquanto a estrutura do SUV foi considerada “instável” – tudo isso de acordo com o instituto. Ao anunciar o resultado, o Latin NCAP recomendou que a Renault realize um recall do modelo. Na sexta passada, a companhia ressaltou que o utilitário esportivo “cumpre rigorosamente as regulamentações” para o mercado brasileiro.

Vale ressaltar que a nota zero aplicada ao Duster se deu sob critérios mais rígidos adotados pelo Latin NCAP a partir de 2020 – os mesmos que também zeraram a nota de Ford Ka e Hyundai HB20 no ano passado, após ambos receberem melhor avaliação seguindo o protocolo anterior.

Continue lendo

Oportunidade

Enjoy – rede de escolas de inglês profissionalizante está oferecendo 10 mil vagas para cursos gratuitos em todo o Brasil

Artigo

em

Por

Enjoi - cursos gratuitos - inglês - vagas Alunos do Grupo Enjoy – créditos: Divulgação/Enjoy

Está à procura de cursos gratuitos voltados ao Empreendedorismo e Administração de Mídias Sociais? Então confira as 10 mil vagas que a Enjoy, maior rede de escolas de inglês do Brasil, está disponibilizando para jovens de 11 a 18 anos

A rede de escolas de inglês profissionalizante Enjoy está ofertando em suas unidades de todo Brasil, mais de 10 mil vagas para cursos gratuitos de Administração de Mídias Sociais e Empreendedorismo, voltados à formação profissional com foco em jovens de 11 a 18 anos da classe média e média-baixa. Os cursos gratuitos serão ministrados na forma presencial e terão duração de apenas uma semana.

LEIA TAMBÉM

Leia também

Co-fundador da rede de escolas de inglês se pronuncia

Com os cursos gratuitos, os alunos recebem certificados de conclusão sem pagar absolutamente nada e ainda um perfil de análise comportamental, onde mostra seus pontos fortes e fracos para o mercado de trabalho, apontando se a personalidade do jovem é voltada à empregabilidade ou se é empreendedora.

De acordo com Denis Sá, co-fundador da Enjoy, a rede de escolas de inglês, com as 10 mil vagas em cursos gratuitos representa mais uma oportunidade de colaborar para que os jovens brasileiros se insiram no mercado de trabalho. Segundo ele, os cursos gratuitos possibilitam que os interessados expandam seus conhecimentos e tenham uma maior visibilidade entre os empregadores.

A proposta da Enjoy, com as novas vagas, é combinar o ensino em inglês com outros conhecimentos precisos para o mercado de trabalho, como programação, marketing digital, administração e design gráfico.

Como se inscrever nos cursos gratuitos da rede de escolas de inglês?

Para se inscrever e concorrer às vagas nos cursos gratuitos, os candidatos devem se apresentar de forma presencial à uma das unidades já inauguradas pela Enjoy em 26 estados, além do distrito federal. Confira a seguir a lista de cidades que estão inclusas na oferta da rede de escolas de inglês:

  • Acre: Rio Branco
  • Bahia: Salvador  
  • Espírito Santo: Serra e Vitório
  • Goiás: Anápolis, Goiânia, Aparecida de Goiânia e Rio Verde       
  • Maranhão: São Luís
  • São Paulo: Bauru, Campinas, Franca, Guarujá, Indaiatuba, Jundiaí, Marília, Mogi das Cruzes, Osasco, Piracicaba, Presidente Prudente, Santo André, São José do Rio Preto, São Paulo (Jabaquara e Tucuruvi) São Vicente, Sorocaba e Tatuí.
  • Mato Grosso do Sul: Campo Grande e Dourados      
  • Minas Gerais: Belo Horizonte (Barreiro e Centro), Betim, Contagem, Divinópolis, Governador Valadares, Ipatinga, Sete lagoas (Venda Nova) e Uberlândia.       
  • Pará: Belém e Santarém
  • Paraíba: João Pessoa
  • Piauí: Teresina.
  • Santa Catarina: Chapecó, Itajaí e Jaraguá do Sul
  • Paraná: Cascavel, Curitiba (Boa Vista e Centro), Foz do Iguaçu, Londrina e Ponta Grossa.      
  • Pernambuco: J. dos Guararapes e Recife.      
  • Rio de Janeiro: Macaé, Teresópolis e Volta Redonda   
  • Rio Grande do Sul: Caxias do Sul, Novo Hamburgo, Passo Fundo, Porto Alegre (Centro e Zona Sul) e São Leopoldo.       
  • Rondônia: Porto Velho

Vale ressaltar que ainda há diversas unidades em fase de instalação. Para conferir a lista completa de unidades da Enjoy acesse o site da rede de escolas de inglês.

Conheça a Enjoy

A Enjoy é a única rede de Escolas de Inglês Profissionalizante, que está atuando há 14 anos no mercado brasileiro, impactando positivamente na vida de vários jovens por meio de seus programas.

A Enjoy acredita que a educação em conjunto com outra profissão traz propósito à vida e com esse pensamento seus programas transformam os jovens uma pessoa melhor para o mercado de trabalho e também à sociedade.

Continue lendo

Oportunidade

Toyota vai parar fábrica de Sorocaba, em São Paulo, durante dez dias, por conta da falta de insumos que afeta a indústria automotiva

Artigo

em

Por

Toyota – fábrica – São Paulo LEIA TAMBÉM

Fábrica da Toyota/ Fonte: Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região

” data-medium-file=”https://clickpetroleoegas.com.br/wp-content/uploads/2021/08/Fabrica-da-Toyota-Fonte-Sindicato-dos-Metalurgicos-de-Sorocaba-e-Regiao1-860×484.png” data-large-file=”https://clickpetroleoegas.com.br/wp-content/uploads/2021/08/Fabrica-da-Toyota-Fonte-Sindicato-dos-Metalurgicos-de-Sorocaba-e-Regiao1-1244×700.png”> Fábrica da Toyota/ Fonte: Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região

A Toyota anunciou na quarta-feira (11), que irá suspender por dez dias a produção na fábrica de Sorocaba, no interior do estado de São Paulo

A Toyota do Brasil anunciou nesta quarta-feira (11) a paralisação temporária da produção na fábrica de Sorocaba, São Paulo. A unidade de Porto Feliz (SP) também deve ser parcialmente afetada, segundo a assessoria de imprensa. Conforme divulgado, a paralisação ocorrerá por falta de insumos e a produção ficará suspensa entre os dias 18 e 27 de agosto. Veja ainda esta notícia: Toyota estuda possibilidade de retomar 3º turno em fábrica em Sorocaba, São Paulo. Cerca de 400 novos empregos devem ser gerados

Paralisação por falta de insumos

Na fábrica em Sorocaba, no interior do estado de São Paulo, são produzidos os modelos Yaris (hatch e sedã), Corolla Cross e Etios (somente para exportação). Já a unidade de Porto Feliz é responsável pela produção dos motores 1.3L e 1.5L do Yaris e Etios e do propulsor 2.0L TNGA do Corolla e Corolla Cross.

Em nota, a empresa informou que “apesar de todos os esforços realizados ao longo do tempo para gerenciar a falta de insumos que afeta a cadeia de suprimentos global, provocada pela pandemia de Covid-19, neste momento é inevitável a paralisação”.

Os colaboradores da fábrica no estado de São Paulo, afetados entrarão em férias coletivas neste período, com o retorno às atividades programado para o dia 30 de agosto. As demais unidades da Toyota no Brasil, localizadas em São Bernardo do Campo e Indaiatuba, continuam com atividades normalmente.

A fábrica da Toyota em São Paulo é considerada a mais limpa da marca no mundo

A Toyota do Brasil comemorou nesta terça-feira (10), o aniversário de 5 anos da fábrica de Porto Feliz, São Paulo, ressaltando como a fábrica é uma referência mundial em questão de sustentabilidade dentro do grupo. Sendo a única planta da Toyota na América Latina e Caribe a produzir motores para automóveis, a fábrica de Porto Feliz é considerada a mais limpa no mundo.

A fábrica segue o mesmo conceito Ecofactory utilizado na unidade de Sorocaba (SP). O princípio leva como base, reduzir todos os anos a emissão de resíduos poluentes gerados, como compostos orgânicos voláteis (VOCs) e emissões de CO2.

Além disso, o conceito também ressalta a reutilização de águas pluviais e a preservação da área de mata nativa. Desde que foi construída, a fábrica da Toyota em SP já desenvolveu cerca de 20 atividades ambientais, que incluíram a redução de 56% de resíduos, 42% na utilização de água no processo de produção e 32% na emissão de CO2 de acordo com a montadora.

Confira ainda esta notícia: Multinacional Toyota anuncia investimentos de R$ 1 bilhão e 800 novos empregos em São Paulo

A multinacional japonesa Toyota e a Prefeitura de Sorocaba, no estado de São Paulo, assinaram um protocolo de intenções, referente ao investimento de R$ 1 bilhão na fábrica da empresa no município, localizado no interior do estado. O investimento da fabricante de automóveis será destinado à modernização da linha de produção para o Corolla Cross, nova aposta da montadora. A estimativa da empresa e da prefeitura da cidade é que 800 novos empregos sejam criados, sendo 200 diretos e 600 indiretos.

A assinatura do protocolo de intenções aconteceu em uma cerimônia no Paço Municipal durante a manhã de sexta. A solenidade foi feita após uma reunião de representantes da Toyota, entre eles o presidente da companhia no Brasil, Rafael Chang, o prefeito Rodrigo Manga e secretários municipais de Sorocaba, em São Paulo.

Rafael Chang, presidente da Toyota no Brasil, afirma que a empresa estuda o plano de aportes no Brasil, porém ele evitou dar detalhes sobre os próximos passos da multinacional japonesa na cidade. Segundo Rafael, é um momento difícil devido à pandemia, mas visa o médio e longo prazo. O presidente da Toyota no Brasil ainda ressalta que acredita no potencial do mercado brasileiro, na possibilidade de exportação, e ainda cita que a conversa com o prefeito foi sobre a previsibilidade que esperam ter para o futuro, pois os investimentos são feitos para quatro a cinco anos.

Continue lendo
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

TAGS

+ VISTOS

Copyright © 2021 powered by Tribuna de Indaiatuba.