Connect with us

Campinas

Motociclistas são 66,6% dos mortos em acidentes no trânsito de Campinas em setembro, diz Infosiga

Avatar

Artigo

em

Os motociclistas representam 66,6% dos mortos em acidentes no trânsito de Campinas (SP) no mês de setembro, de acordo com dados do Sistema de Informações de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo (Infosiga-SP), divulgado nesta segunda-feira (19).

O balanço mostra que seis das nove mortes no mês foram de condutores de motocicletas. O número total de óbitos também é maior que o registrado no mesmo período do ano passado, quando foram contabilizadas oito mortes no trânsito.

Dos nove acidentes com mortes, cinco ocorreram em vias municipais e quatro em rodovias. Segundo o balanço, os cinco casos em ruas e avenidas de Campinas envolviam motociclistas.

Uma das ocorrências foi da morte do motoboy, de 48 anos, que morreu ao bater em um bloco de concreto usado para sinalizar obras do Corredor BRT na Rua Piracicaba, no Jardim Novo Campos Elíseos.

Na ocasião, um engenheiro e especialista em segurança de trânsito classificou como inadequada a sinalização do trânsito no local do acidente. A Emdec, responsável pelo trânsito, informa que “acompanha, junto à Polícia Civil, a apuração das circunstâncias e responsabilidades pelo acidente”.

Além disso, a empresa defendeu que “o motociclista estava circulando pela faixa exclusiva de ônibus urbano, o que é proibido pela legislação. A faixa está devidamente sinalizada e foi liberada recentemente para a circulação”, e lamentou o acidente e disse ter constatado que a sinalização da obra está implantada de “forma correta e adequada”.

A reportagem  procurou a Secretaria de Segurança Pública (SSP) de São Paulo para questionar o andamento da investigação, mas não recebeu o posicionamento até esta publicação. O texto será atualizado assim que o pasta enviar a resposta.

Mortes no trânsito

Os dados do Infosiga mostram ainda que no acumulado do ano, entre janeiro e setembro, foram registradas 105 mortes no trânsito de Campinas, um aumento de 14,1% em relação ao mesmo período de 2019, quando foram contabilizados 92 óbitos.

No acumulado de 2020, apesar do aumento em setembro, o número de mortes de motociclistas caiu na cidade. Foram 17 óbitos, contra 23 entre janeiro e setembro de 2019.

Já no caso de pedestres, houve aumento nas mortes em ruas e avenidas da cidade. Foram 15 ocorrências nos nove primeiros meses deste ano, contra nove do mesmo período do ano anterior.

Com informações G1 Campinas

 Foto: Daniel Mafra / EPTV

Fonte: CN

© Copyright 2020, Todos os direitos reservados Silver Team